O Que é Marketing de Afiliados: o Guia Passo a Passo

 Desde que lançaram o 4-Hour Workweek, todo mundo parece ter o mesmo objetivo.

Acordar de manhã, abrir o seu computador, e olhar para algo tipo isto:

image26

(Fonte da imagem: Top 5 SEO)

Renda passiva.

Um sonho de todos, não é?

Fazer dinheiro enquanto você dorme.

Para 99% das pessoas, o marketing de afiliados é onde tudo começa.

A ideia por trás disso é promover produtos de outras pessoas, ganhando uma comissão se as pessoas realmente comprarem o produto graças ao seu marketing.

Isso se baseia em compartilhamento de renda. Se você tem um produto e quer vender mais, você pode oferecer a promotores um incentivo financeiro. Se você não tem um produto e quer fazer dinheiro, você pode promover um produto que você acha que tem valor e, assim, ganhar uma comissão com isso.

Eu já falei um pouco sobre isso antes, mas hoje eu quero falar mais sobre o que é o marketing de afiliados, quais lados ele pode ter, e como começar.

O que é Marketing de Afiliados?

A melhor definição sobre o que é marketing de afiliados pode ser encontrada no Renda Passiva Inteligente por Pat Flynn.

O marketing de afiliados é o processo de ganhar uma comissão promovendo produtos de outras pessoas (ou empresas). Você pode achar um produto que você goste, promovê-lo para as pessoas, e ganhar uma parte da renda a cada venda que você fizer. 

Entretanto, o Wikipedia fala sobre 4 partes diferentes, que envolvem: o merchan, a rede, o editor e o consumidor.

Outras definições falam sobre 3 partes em vez de 4.

image30

(Image source: CJ)

Vou explicar todas essas 4 partes em um instante, mas quando se fala em marketing atual, há 2 lados de uma equação de afiliados: o criador e vendedor do produto, e o profissional de marketing.

Portanto, o marketing de afiliados pode ser visto como um processo de espalhar a criação de um produto, e fazer o marketing desses produtos através de diferentes partes, onde cada parte recebe uma parcela da renda, de acordo com a sua contribuição.

Não é só uma promoção ou só a criação do produto.

Você pode ser o criador ou o profissional de marketing e mesmo assim lucrar com a ideia básica de renda compartilhada.

Vamos dar uma olhada em todas as partes de um sistema de marketing de afiliados de sucesso.

O Comerciante: Algumas vezes conhecidos como o criador, o vendedor, a marca, o revendedor ou vendedor. Essa é a parte que cria o produto. Também pode ser uma grande empresa, como Dyson, que produz aspiradores de pó.

Ou pode ser um único indivíduo, como a Mariah Coz, que vende cursos online para mulheres empresárias.

De empresários individuais e startups para as empresas imensas da Fortune 500, qualquer um pode ser o comerciante por trás de um sistema de marketing de afiliados. Eles não querem ser envolvidos ativamente. Eles só têm que ter um produto para vender.

O afiliado: Essa parte algumas vezes também é conhecida como editor. Ela também pode alcançar apenas alguns indivíduos ou até empresas inteiras.

É onde o marketing acontece. Um afiliado promove um ou múltiplos produtos e tenta atrair e convencer os consumidores em potencial sobre o produto do comerciante, para que eles realmente acabem comprando-o.

Isso pode ser alcançado através de um review do blog dos produtos do comerciante, por exemplo.

image22

Também pode ser um site inteiro, dedicado somente a achar produtos legais perto de certo tópico, e promover esses produtos.

image35

(This is why I’m broke é um dos sites de afiliados mais populares)

O consumidor: O consumidor faz o sistema de afiliados girar. Sem vendas, não há nenhuma comissão para receber e nenhuma renda para compartilhar.

O afiliado vai tentar fazer o marketing para o consumidor em um canal que ele achar apropriado, podendo ser uma rede social, anúncios digitais, ou através do marketing de conteúdo para um blog.

O afiliado vai decidir se o consumidor ficará sabendo ou não que ele faz parte de um sistema de marketing de afiliados. 

Alguns escolhem contar ao consumidor, e muitos afiliados tendem a ser transparentessobre estar recebendo incentivos financeiros, mas outros não.

Eles deixam o sistema de rastreamento por trás de tudo, onde o consumidor possa ver o processo de compra (como de costume), e o afiliado continua ganhando a comissão.

A Rede: Somente algumas definições consideram essa parte da equação, mas em muitos casos, a rede funciona como um intermediário entre o afiliado e o comerciante.

Enquanto você pode tecnicamente promover um curso online, alguém já criou e somente organizou um compartilhamento de renda direta com eles, deixando a rede controlar o pagamento e a entrega do produto, colocando uma ideia mais séria no seu marketing de afiliados.

Algumas vezes, os afiliados têm que passar por uma rede para conseguir promover um produto. Um exemplo disso é quando o comerciante lança o seu produto na rede.

A rede, então, serve de base de dados de muitos produtos, dos quais o afiliado pode escolher qual ele quer promover.

image11

(O Clickbank é um exemplo de uma rede)

Em relação à promoção de produtos para o consumidor, como ferramentas, livros, brinquedos, itens para casa, e etc., a maior rede, é de longe a Amazon. O seu programa Amazon Associates te permite promover qualquer item que é vendido na plataforma.

image15

Qualquer um pode se inscrever e gerar links customizados dos produtos da Amazon. Se alguém comprar através do seu link, você vai ganhar uma pequena comissão.

Com os termos básicos mais claros, vamos ver uma visão geral de como você pode começar com o marketing de afiliados.

Visão geral sobre o Marketing de Afiliados

Como eu disse, há 2 lados que você pode escolher.

Você pode se tornar um comerciante e ter outros promovendo o seu produto, e em troca você dá a eles uma comissão pelas vendas que eles concretizarem.

Ou você pode se tornar um afiliado de um (ou muitos) produto que você se interessar em vender, com o intuito de ganhar dinheiro.

Enquanto a maioria das pessoas começa pela rota de afiliados (que é, realmente, o caminho mais fácil), construir tráfego suficiente para ter lucro significativo nesse ramo não é fácil.

Por isso você irá ver estes 4 passos simples para começar em qualquer uma das duas maneiras que você possa escolher.

Como se tornar um comerciante em 4 passos

Existe 4 passos simples (porém não fáceis) para se tomar um comerciante e fazer dinheiro, tendo afiliados para vender o seu produto.

Primeiro, você precisa ter uma ideia de produto. Eu vou te mostrar algumas formas de como gerar essas ideias baseado no que já é popular.

Segundo, você precisa validar a sua ideia. Você pode simplesmente ir além e construir a sua ideia, mas e se as pessoas nem se quer se interessarem por ela? Uma ideia só é boa se as pessoas realmente quiserem que ela se concretize.

Terceiro, você precisa criar o produto. Devido ao alto investimento que você precisa para criar um produto, eu só vou te mostrar maneiras de como criar produtos digitais. Esses são os melhores lugares para começar, pois eles só exigem tempo, e não dinheiro.

Por último, quando o produto é criado e lançado, você precisará encontrar afiliados para promover o seu produto.

Vamos lá!

1º Passo: Ter uma ideia de produto

As pessoas sempre dizem que é difícil ter uma ideia. Não é. Ideias são simples.

Mas se você pensa que sua ideia tem que ser super original e nascida da pureza da genialidade do seu cérebro, fica difícil.

Se você quer fazer dinheiro com marketing de afiliados, você não pode estar romanticamente ligado com a sua ideia.

Em vez disso, olhe para os produtos e serviços que estão no mercado, e veja como eles podem ser melhorados criando algo que resolva os seus problemas.

Você sempre pode, é claro, escolher um tópico no qual você esteja interessado ou envolvido.

Imagine que você é uma dona (ou dono) de casa por um segundo.

Talvez você irá querer criar um produto que faz o trabalho de dona (o) de casa ser menos trabalhoso. Por exemplo, você pode analisar um robô aspirador para ter algumas ideias.

Esse é o primeiro resultado de busca do Google, um site de review para robôs aspiradores.

image37

Perfeito!

Apenas olhando para os reviews individuais, você pode ver instantaneamente o que é ruim sobre esses robôs e o que você pode potencialmente melhorar neles.

image38

Não ter limites virtuais, que dizem para o robô para onde ir e para onde não ir, foram problemas comuns, mencionados em 6 dos 10 reviews dos melhores produtos!

image06

Falta de um controle remoto também era um problema comum.

Entretanto, o limite virtual foi mencionado de novo, e de novo, e de novo.

image16

Portanto, uma ideia boa pode ser desenvolver um limite virtual que funcione para os robôs aspiradores.

Imagine que você poderá vender os seus próprios robôs aspiradores, que tenham sistemas de limites virtuais, que só limpam espaços pré-definidos.

Essa é uma ideia válida!

Isso funciona para qualquer coisa, eu vou te mostrar.

Outro jeito de você pesquisar é usando uma ferramenta chamada Buzzsumo, que te mostra o que é popular, baseado em compartilhamentos sociais.

Mesmo que você se interesse em construir castelos de areia, você pode ver qual conteúdo tem funcionado até agora.

image23

As pessoas realmente gostam de castelos de areia, como este aqui:

image10

(Fonte da imagem: This is colossal)

Agora, se você for no youtube e pesquisar ‘construir um castelo de areia’ você vai achar milhares de resultados.

image07

Aparentemente, as pessoas realmente querem saber como construir castelos de areias legais. Então o que você pode fazer?

Grave uma série de vídeos onde você mostra às pessoas, passo a passo, como construir 5 castelos, muitos específicos e épicos.

Ou você pode escrever todas as ferramentas necessárias para construir castelos de areia épicos.

Você pode até criar formas e dicas de como as pessoas podem fazer castelos de areia épicos, de um jeito muito fácil.

A questão é… como as pessoas vão pagar por isso?

2 Passo: Validando a sua ideia

Para garantir que você não acabe fazendo vídeos de como fazer castelos de areia, que ninguém se interesse em comprar, você precisa validar a sua ideia primeiro.

Como fazer isso?

Simples: Você pede às pessoas para pagarem pelo produto.

Como você acha essas pessoas? Fácil.

Pegue a URL dos posts sobre castelos de areia no Buzzsumo e a coloque em uma ferramenta chamada Topsy.

image39

A Topsy mostra, então, uma lista de todas as pessoas que tuitaram esse link.

image03

Você pode dizer a elas diretamente sobre a sua ideia clicando no botão de responder…

image13

Certifique-se de perguntar se elas comprariam a sua ideia ou não, e não perguntar somente se elas gostaram.

Qualquer um diria sim, só por educação.

Se as pessoas responderem sim, você precisa perguntar se elas comprariam o produto.

Dizer que elas vão gastar dinheiro não é o mesmo que dizer que elas vão, realmente, gastar. 

Quando as pessoas estiverem interessadas no seu produto, dê a elas uma chance de comprar. Você pode simplesmente usar o PayPal e dizer que você irá construir se conseguir certa quantidade de encomendas.

image29

Quando você se certificar de que as pessoas vão realmente querer comprar, você pode começar a criar o produto.

3 Passo: Criar o produto

A partir de agora, há muitos passos para seguir, com o objetivo de criar um produto sozinho. Não é um guia de empreendedorismo, mas eu gostaria de apontar para você alguns jeitos bons de se começar.

Eu vou te dar somente recursos para produtos digitais, porque eu não quero que você perca tempo precioso e dinheiro criando um produto físico na sua primeira tentativa 🙂

Curso online:

Ebooks:

Podcast/Áudio:

Esses são alguns pontos para começar. Criar produtos digitais é muito mais fácil, pois só leva tempo e algumas vezes um pouco de investimento financeiro, mas, normalmente, não mais que uma taxa de serviço ou um preço único por um software.

Quando o produto for criado e entregue para o seus primeiros compradores, está na hora de abrir uma rede de afiliados.

4 Passo: Achar parceiros afiliados

A parte técnica é uma coisa fácil aqui.

Com ferramentas como o Gumroad ou o Digital Product Delivery, você pode configurar parceiros afiliados e permitir que eles coletem comissões.

image33

(Fonte da imagem: Gumroad)

A parte difícil é encontrar os parceiros, que podem, realmente, ter uma audiência que é interessada no que você tem para vender.

Vamos continuar com o exemplo do castelo de areia.

Você acha que tem alguém que venda alguma coisa um pouco parecida?

Na verdade, tem.

Quando você pesquisa ‘aprender a construir castelos de areia’ no Google, muitos sites aparecem, e eles vendem até mesmo material educacional sobre isso.

Como o Sand Sculpt USA, que oferece aulas de construção de castelos de areia…

image00

Ou o SandCastle Lessons, que oferece aulas sobre o mesmo assunto.

image27

Contatar eles e fazer com que eles cooperem em uma venda junto com você, seria fácil, pois isso seria muito apropriado.

Quanto mais dentro dessa área o seu produto estiver, mais fácil vai ser fazer uma parceria com seus parceiros comerciantes. 

Você poderia simplesmente mandar um email a eles, introduzindo você mesmo e o produto, perguntando se eles gostariam de fazer uma parceria para venda juntos, onde você iria compartilhar a renda com eles.

Dica profissional: Comissões de 50% ou mais são muito comuns com produtos digitais, porque você não tem custo de replicação. Não seja mesquinho, divida a renda justamente que todo mundo sairá ganhando. 

O Googline “blog de review de brinquedos” também fornece muitos resultados, onde as pessoas escrevem reviews de brinquedos.

image12

Muitos canais no Youtube fazem reviews de categorias específicas de brinquedos de criança. Esses também seriam apropriados.

image01

Apenas tente achar uma pessoa para fazer parceria com você, e comece a sua primeira afiliação de promoção. Você pode ajustar comissões e detalhes depois. A parte importante agora é começar.

Contudo, você pode também começar a jornada no outro lado da cerca, e apenas se tornar um afiliado por conta própria.

4 passos para se tornar um afiliado online

De maneira similar ao processo de se tornar um comerciante, há 4 passos que você pode dar para começar a sua jornada como um profissional de marketing afiliado.

Primeiramente você precisa começar a rever produtos na sua área. Isso pode ser feito em um canal no Youtube, em um blog, ou até mesmo usando live streams no Periscope.

Em segundo lugar, você precisa coletar emails para que você se conecte com a sua audiência qualquer hora que você quiser e não tenha que esperar que eles vejam o seu conteúdo.

Em terceiro lugar, você pode usar webinars em conjunto com outras empresas para fazer muitas vendas em um curto período de tempo, enquanto você, simultaneamente, cresce a sua lista de email e cria marketing de conteúdo.

E por último, quando seu negócio de afiliados começar a dar dinheiro, você pode começar com publicidade de pague por clique, para dimensionar o seu investimento.

Conheça a plataforma ideal para construir toda a sua presença online e as suas campanhas de marketing de afiliados com facilidade e qualidade profissional.

Quero Saber Mais

 

Passo 1: Reveja os produtos na sua área

É mais fácil começar como um afiliado, porque você pula a parte do processo de um comerciante de ter uma ideia.

Você já pode usar e curtir muitos produtos, então tudo que você precisa fazer para começar, é falar publicamente sobre eles.

Comece olhando os parceiros no passo 4 (do guia como se tornar um comerciante), porque isso é o que você está tentando começar nesse passo.

Qualquer produto funciona.

É sério.

Dê uma olhada nesse cara, que faz um review sobre as pistas e carros da HotWheels.

image24

Mais de 300.000 inscritos para a HotWheels? Tenho certeza que qualuqer que seja a sua área, é menos específica do que isso.

Se você gosta de ler, faça reviews de livros:

image18

Nota: Um tipo especial de review que normalmente se dá muito bem é a comparação direta com a concorrência.

image02

Você vai descobrir, em breve, que muitas pessoas já estão fazendo isso, apenas pesquise por “melhor alisador de cabelo”, e dê uma olhada:

image40

Esse blog faz reviews de alisadores de cabelo (para mulheres). Quão específico esse blog é?

Ela pode se relacionar com o produto, pois ela precisa alisar o seu próprio cabelo. E se ela pesquisar bem, o blog não só é ranqueado no Google, mas também ajuda mulheres a acharem a melhor ferramenta para o trabalho.

Qualquer review que você for fazer, certifique-se que você faça o mesmo.

Se os seus reviews não estão sendo úteis, as pessoas vão ver, imediatamente, que você está apenas querendo fazer dinheiro.

Como aponta Pat Flynn, o marketing de afiliados envolvido é, de longe, o mais apropriado, porque você pode realmente se relacionar com o produto, em vez de promover algo que vai fazer você ganhar dinheiro, na teoria.

Quando você nem conhece o produto, como você vai promovê-lo com credibilidade?

Nota: Isso é um pouco diferente de produtos para consumidores do que para cursos online ou livros criados por indivíduos. Se você conhece uma pessoa por um bom tempo e confia nela, e sabe que o trabalho dela é bom, então é uma coisa diferente.

Quando você escreve reviews no seu blog, você pode usar links de afiliados para linkar os produtos que você promove.

Você pode reconhecê-los em outros blogs pelo final “/ref…” de um link regular.

image17

(é como você sabe que é um link de afiliado)

Esse é normalmente o primeiro passo para começar a ganhar comissões.

Simplesmente se inscreva para o Amazon Associates e você pode proceder para ganhar o seu próprio link customizado, para qualquer produto na Amazon.

image25

Vá para a página do produto e clique em “Short link para essa página” e você terá o link que vai te dar comissão, se as pessoas comprarem através dele.

image04

Contudo, se você confia somente em pessoas usando links de afiliados em seus reviews, isso significa que você precisa de muito tráfego para começar, realmente, a fazer dinheiro.

Mas se você achar um jeito de contactar a sua audiência diretamente, você pode comercializar com ela sempre que quiser, não só quando ela visita o seu site.

Agora é que o passo 2 entra em cena.

Passo 2: Construir uma lista de email com os seus clientes nela

O email é um dos melhores canais de marketing hoje, então não se esqueça dele.

Vou te mostrar 3 maneiras super fáceis para coletar endereços de email para os visitantes do seu website.

Numero 1: Hello Bar

O Hello Bar coloca uma call to action no seu website. Sempre que alguém o visita, ele verá essa barra no topo.

Você pode oferecer a eles um ebook (talvez fazer um pacote com 3 dos melhores reviews de livros), ou um vídeo especial de review, por exemplo.

image20

Quando eles clicarem em seu Hello Bar, você pode redirecionar as pessoas para a página onde eles possam inserir o seu email em troca de conteúdo.

Número 2: Portão de Saída

Você também pode usar o Hello Bar para criar um portão de saída. Isso é um popup que vai aparecer na tela quando os visitantes estiverem prestes a sair do site.

É acionado pelo mouse, quando ele se move para o topo do navegador.

Eu usei isso para ter mais curtidas no meu Facebook pelo QuickSprout:

image05

Mas você também pode redirecionar pessoas para o seu ímã para atrair leads, e obter o email delas desse modo.

Numero 3: Sidebar Widget

Muitos blogs desorganizaram completamente a sua sidebar.

image09

(coisas demais para se fazer aqui)

Não faça isso.

Se você der 20 coisas para o seu visitante fazer, é provável que eles não façam nenhuma.

Tenha apenas um call to action na sua sidebar, que também oferece às pessoas algumas coisas em troca do seu endereço de email.

No Quick Sprout, nós estamos dando um curso de “Como Dobrar O Seu Tráfego” e tem dado certo.

image41

Como você está coletando endereços de email dentro de um tópico muito específico (por exemplo, achar o melhor alisador de cabelo, máquina de fazer suco, mini fogão, etc.) você não precisa muito deles para fazer com que eles se inscrevam na lista de email (vai valer a pena para eles gastarem um pouco de tempo fazer a inscrição.)

Mesmo com menos de 500 pessoas na sua lista, você consegue criar vendas significativas através dela.

Apenas certifique-se que a sua audiência esteja engajada, mandando para eles atualizações regulares, sempre uma vez por semana.

Não mande emails somente sobre vendas, avise também quando você postar um novo review.

Por exemplo, eu mandava um email toda vez que eu postava no Quick Sprout, com uma descrição bem simples:

image21

De vez em quando, mandava um call to action específico para compra de um produto. Por exemplo se você acabou de descobrir um favorito em seu review e acredita que ele seja muito bom.

Você pode atualizar a sua audiência quando mudar de opinião, as razões pelas quais você mudou, e recomendar que eles troquem para o produto que você acha melhor.

E tem mais. Quando você tiver alguns contatos na sua lista de email, você pode fazer isto.

Passo 3: Educar a sua audiência com webinars ao vivo

Webinars são sensacionais.

Imagine que você queira comprar uma geladeira nova.

O que mais te faz querer comprar uma geladeira:

  1. Ler um review em um blog
  2. Ver uma apresentação ao vivo da geladeira em ação

É claro que a número 2!

Usando uma ferramenta como a LeadPages, você pode criar uma landing page simples, onde as pessoas possam se inscrever para o seu webinar.

image31

(Eu também usei a LeadPages para a minha webinars)

Promova o seu webinar nas mídias sociais por uma semana e faça as pessoas se inscreverem.

Depois disso você pode facilmente hospedar um hangout do Google, que é completamente gratuito, para transmitir seu webinar ao vivo para a sua audiência.

image08

(Fonte da imagem: Youtube)

Os Webinars são bons para você se relacionar com a sua audiência frente a frente, mostrar a ela o produto que você está promovendo ao vivo, e responder quaisquer perguntas que ela possa fazer.

Você pode:

  • apresentar as características do produto
  • mostrar diferentes casos de uso do produto
  • falar sobre os seus benefícios e os seus inconvenientes
  • contar às pessoas a sua história pessoal com o produto
  • ajudar a audiência a saber o máximo sobre ela

e muito mais.

Dica: Aprender como hospedar um webinar com o Google Hangout leva menos de 10 minutos. Quer uma prova? Este vídeo aqui explica bem isso.

Imagine quão animada a sua audiência ficará quando ela vir todas as coisas legais que o seu produto proporciona a ela.

Apontar o seu link de afiliado e compartilhá-lo no final do webinar é uma venda fácile vem naturalmente, pois você já gastou uma hora falando sobre o seu produto.

Não vai ser forçado e os seus consumidores podem tomar todo o tempo do mundo para tomar uma decisão (se vão comprar ou não).

Dica Profissional: Você pode fazer com que o comerciante te deixe fazer uma oferta especial para a sua audiência? Se você prometer colocar o produto dele na frente de centenas de pessoas, ele vai, na maioria das vezes, deixar você conceder uma oferta ou um desconto para incentivar as pessoas a fazerem a compra

Passo 4: Aumente o seu comércio com o anúncio PPC

Quando seu negócio de afiliado realmente começar a pegar fogo, você pode começar a pensar em publicidade paga.

Eu não vou mostrar como fazer isso aqui, pois eu já publiquei recentemente um guia sobre Facebook ads e sobre Google ads, mas lembre-se: só faça isso se você tiver alguma forma de trazer o seu dinheiro de volta.

Conversões são tudo o que importa aqui.

Você pode usar o anúncio PPC para:

  • fazer com que as pessoas se inscrevam em seu webinar
  • aumentar a sua lista de email
  • fazer mais vendas

Por exemplo, se você pesquisar “aprender leadpages” no Google, você pode ver que as próprias LeadPages estão fazendo publicidade para elas mesmas para essa palavra-chave, usando o Google ads, promovendo o seu webinar semanal ao vivo.

image36

Então, palavras-chave relacionadas com o aprendizado sobre o seu produto ou tópico seria um bom começo.

Você também pode direcionar a sua concorrência. Por exemplo, logo depois do ad e da LeadPages, há um ad da Unbounce.

image19

Esses caras também fornecem um software em troca da criação de landing pages. Logo, é um caminho fácil para eles entrarem na frente da audiência de alguém.

Enquanto você poderia tentar alcançar as pessoas que estão apenas tentando achar a review do seu produto, você, provavelmente, se daria melhor aperfeiçoando o seu SEO.

A porcentagem de pessoas que compram direto do seu link, depois de ler um review é naturalmente baixa. Imagine pagando por essas leituras. Dependendo do preço do produto, você ganhará apenas alguns dólares, ou até mesmo centavos por venda. Então, a quantia que você pode gastar em ads não é muito grande.

Na verdade, fazer com que as pessoas se inscrevam para um webinar com ads é o melhor jeito de obter sucesso.

image28

(como fica um webinar com ad no Facebook)

Você vai ganhar de 3 maneiras:

  1. Eles vão estar na sua lista de email e você pode entrar em contato com eles de novo a qualquer hora.
  2. Há uma chance deles assistirem o seu webinar ao vivo e depois comprar o produto.
  3. Você pode colocá-los em uma sequência de autoresposta de email que os convença a comprar o produto.

Por exemplo, o John Lee Dumas da Entrepreneur On Fire usualmente faz webinars e os posiciona bem na sua homepage.

Assim que você entra no webinar, ele começa a te enviar uma série de email automáticos.

image34

Nesses emails ele oferece outros cursos e ferramentas gratuitas, como um curso de webinar, onde você vai aprender como fazer webinars e gerar vendas.

Se você fazer um desses, você vai receber 10 aulas pelos email durante vários dias, e no final ele te convida a comprar um curso mais extensivo sobre webinars.

image14

Depois que você já aprendeu muito sobre webinars, você é convidado a um curso mais aprofundado e detalhado, que vai te ensinar ainda mais.

Ele até mostra os bastidores do passo a passo do curso, para que você dê uma espiadinha.

image32

Se ele souber quantas pessoas vão acabar comprando o curso inteiro das séries de autorespostas, ele pode facilmente calcular quanto ele pode gastar em ads, para fazer com que as pessoas se inscrevam no webinar ou no curso de webinar.

Com essa estratégia, portanto, você tem muitas chances de fazer com que os seus consumidores comprem o produto.

Eles têm a chance de comprar depois das séries de autorespostas, no webinar e nos emails futuros.

Quando as suas vendas começam a entrar de diferentes formas e começam a crescer, é aí que você pode estragar o seu negócio com publicidade paga, desviando tráfego para mecanismos de venda que já funcionam.

Conclusão

É hora de recapitular. Então, há 2 maneiras de começar com o marketing de afiliados.

Você pode se tornar um comerciante ou um afiliado.

Os 4 passos de se tornar um comerciante são:

  1. Ter uma ideia válida de um produto
  2. Validar a ideia fazendo as pessoas recomendarem o seu produto
  3. Achar afiliados para fazer parceria com quem vai promover o seu produto

A rota mais comum e fácil é se tornar um afiliado. Há, também, 4 passos que você pode seguir:

  1. Começar um review de produtos na sua área
  2. Construir uma lista de email
  3. Usar webinars ao vivo para educar a sua audiência e fazer vendas
  4. Aumentar o seu negócio de afiliados com publicidade de PPC

O marketing de afiliados é uma boa maneira de começar a fazer um negócio online.

A única questão é, qual lado você irá escolher?

Me conte nos comentários.

Fonte: Neil Patel

 

Conheça a plataforma ideal para construir toda a sua presença online e as suas campanhas de marketing de afiliados com facilidade e qualidade profissional.

Quero Saber Mais

 

Para estar sempre atualizado com os melhores

conteúdos no seu email, cadastre-se aqui:

Não faço Spam nem cedo o seu contato a ninguém.

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

mautic is open source marketing automation